Gestão de design e inovação incremental: adequação de plataformas de produtos pré-existentes em um novo mercado

Virgínia Borges Kistmann, Valkiria Pedri Fialkowski

Resumo


Este artigo apresenta um estudo sobre a gestão de design face à transferência de tecnologia, por meio da adaptação de plataformas de produtos existente para novos mercados A importação de produtos do mercado externo, nem sempre tem obtido o sucesso esperado. O uso de plataformas tem sido então adotado, com vistas a melhorar a participação das empresas no mercado, buscando a inovação. Assim, este estudo buscou identificar como se deu o processo em uma empresa nacional, em que a gestão de design buscou o desenvolvimento de produtos inovadores. Com esse objetivo, a metodologia, inicialmente se apoiou em uma pesquisa bibliográfica, seguida de um estudo de caso, em uma empresa que adota essa abordagem, relatando o desenvolvimento de uma linha de micro-ondas no Brasil. A principal contribuição desta pesquisa foi a verificação de como a inovação incremental e a gestão do design estão associadas ao desenvolvimento de produto. Ela aponta para a inovação incremental quanto ao uso de plataformas de produtos pré-existentes, sendo gerida de forma tática e operacional pelo design de forma não planejada, não atingindo o nível estratégico.


Palavras-chave


Gestão de Design; Inovação Incremental; Linha Branca.

Texto completo:

PDF/A

Referências


ALLBIZZ. Disponível em: . Acesso em 24 abr. 2016.

ANDERSON, C. A Cauda Longa: do mercado de massa para o mercado de nicho. Rio de Janeiro: Campus, 2006.

BEST, K. The Fundamentals of Design Management. Lausanne: AVA Book Production, 2010.

BRUCE, M. ; BESSANT, J. Design in business : strategic innovation through design. Harlow: Pearson Education, 2002.

BESSANT, J. ; TIDD, Joe. Gestão da Inovação. São Paulo: Bookman, 2015.

CARDOZO, M. Modularização e design: Um estudo de caso sobre o cockpit do modelo Fox da Volkswagen do Brasil. 2005. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica, Setor de Tecnologia) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

CHRISTENSEN, C. M. O Crescimento pela Inovação: Como crescer de forma sustentada e Reinventar o Sucesso. Tradução de Afonso Celso da Cunha. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

DANISH DESIGN CENTRE. 2001. The Design Ladder: Four steps of design use. Disponível em : . Accesso em: 10 mai. 2016.

FETTERMAN, D., ECHEVESTE, M. Desenvolvimento de produto para customização em massa: alternativas para o setor de móveis modulados. Revista Espacios, Caracas, vol. 32 (4) p.12, 2011.

KISTMANN, V. B. A caracterização do design nacional em um mercado globalizado: uma abordagem com base na decoração da porcelana de mesa. 2001. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção, na área de Gestão do Design) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

KROKER, D. Design e inovação na empresa Midea do Brasil. Entrevista concedida a Valkiria Pedri Fialkowski, n.p. 2016.

KUBOTA, F. I., FERENHOF, H. A., FERREIRA, M. G. G., FORCELLINI, F. A., & MIGUEL, P. A. C. Desenvolvimento de Plataforma de Produto e Modularidade: uma análise bibliométrica. Teoria e Prática em Administração, João Pessoa, 3(2), 44-69, 2013.

LOCKWOOD, T.; WALTON, T. (ed). Building design strategy: using design to achieve key business objectives. New York: Allworth Press, 2008.

MAGALHÃES, C. F. Design estratégico: integração e ação do design industrial dentro das empresas. Rio de Janeiro: SENAI/DN, SENAI/CETIQT, CNPq, IBICT, PADCT, TIB, 1997.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. 3. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MIDEA. Solução de marca: DNA, n.p. 2013.

MIDEA. Inovação Centrada no Consumidor como Vantagem Competitiva: case apresentado para o premio TOP de Marketing ADVB, n.p. 2014.

MIDEA. Site da empresa Midea. Disponível em: < http://www.mideacarrier.com.br/midea-carrier>. Acesso em: 23 de abr. 2016.

NORMAN, Donald. Emotional Design: Why we love (or hate) everyday things. New York: Basic Books, 2004.

NORMAN, D.; VERGANTI, R. Incremental and radical innovation: design research versus technology and meaning change. Disponível em: http://jnd.org/dn.mss/Norman%20%26%20Verganti.%20Design%20Research%20%26%20Innovation-18%20Mar%202012.pdf. Acesso em: 12 set 2016.

PELEGRINI, A. V. O Processo de Modularização em Embalagens Orientado para a Customização em Massa: uma Contribuição para a Gestão do Design. 2005. Dissertação (Mestrado em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

PONTO FRIO. Disponível em: . Acessado em: 24 abr. 2016.

VERGANTI, R. Design-driven innovation: mudando as regras da competição: a inovação radical do significado de produtos. São Paulo: Canal Certo, 2012.

RAMLAU, H; MELANDER, Christina. In Denmark, Design Tops the Agenda. Design Management Review, Fall 2004. Disponível em: . Acessado em: 07 set. 2009.

RONCALIO, Vanessa Weiss. Inovação a partir do processo de significação em produtos: um framework conceitual para o design. 2015. Dissertação (Mestrado em Design) - Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes. Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

RAMPINO, L. The Innovation Pyramid: a categorization of the innovation phenomenon in the product-design field. International Journal of Design, Taiwan, 5(1), p. 3-16, 2011.

SIMPSON, T.; SIDDIQUE, Z.; JIAO, J. Platform-based product family development. In: SIMPSON, T.; SIDDIQUE, Z.; JIAO, J. Product platform and product family design. New York: Springer Science, 2006.

TEIXEIRA, R. Design e inovação na empresa Midea do Brasil. Entrevista concedida a Valkiria Pedri Fialkowski, n.p. 2016.

YIN, R. K. Estudo de Caso: Planejamento e Métodos. 2a Edição. Porto Alegre:

Bookman, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.